in

Goleiro Bruno em entrevista: “Arrependido, eu? Nem pensar!”

Goleiro Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio, mãe de seu filho, concedeu entrevista ao programa “Conexão Repórter” do SBT. 

Um pouco irritado com o jornalista Roberto Cabrini, por pautar a entrevista na morte de Eliza. Ele disse que não se considera nenhum anjo, contudo, não era o demônio. Bruno negou ter sido o mandante do crime ou teve qualquer responsabilidade. 

seu retorno ao futebol. Em um momento na entrevista ele afirmou: “Não devo pedir perdão para ninguém. Todas as pessoas às quais pedi perdão já me perdoaram. Durmo com a minha consciência tranquila”. 

Bruno ainda contestou a paternidade de seu filho com a modelo Eliza “Ele não pode falar que é meu filho se não tiver exame de DNA. Se não tem exame, existe a dúvida. Já pedi na justiça”. 

Incrível, como se a criança, vítima de tudo que aconteceu, quisesse ser filho de alguém que foi condenado pela morte de sua mãe. 

para que a conversa fosse encerrada. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *